Skip to content

Executivas & Chiques e um pouquinho de Paris

20/01/2010

Paris é a cidade mais maravilhosa do mundo para mim. Claro que não conheço o mundo inteiro e pode ser que um dia eu vá a Hanoi ou Istambul ou mesmo Moscou e mude de ideia. Por enquanto, Paris é a número 1. E, falando em Paris, tem coisas que são realmente a cara da cidade. Hoje, recebi uma mensagem contendo uma apresentação em Power Point com fotos do fotógrafo Robert Doisneau. Linda!

Robert Doisneau é um fotógrafo francês, provavelmente conhecido no mundo inteiro, e um dos melhores fotógrafos de todos os tempos. Sua foto mais conhecida é a do “baiser de l’Hôtel de Ville”, um casal se beijando em frente à Prefeitura de Paris que é a imagem do amor arrebatado. Eu adoro essa foto, tanto que a tenho num quadro na frente da minha mesa. Comprei num desses vendedores de rua que existem aos montes no Quartier Latin ou nas margens do Sena. Ela me transporta para Paris toda a vez que a olho e só me lembra coisas boas.

As fotografias de Doisneau, sempre em preto-e-branco, mostram as ruas de Paris do pós-guerra e de seu subúrbio e o fizeram famoso. Ela era um observador paciente que andava pelas ruas em busca de  momentos expressivos para fotografar, conservando sempre uma certa distância de seus sujeitos, as pessoas fotografadas. Existem fotos suas carregadas de humor, outras de um carinho nostálgico, algumas até de ironia.

Doisneau publicou mais de 20 livros, mostrando uma visão encantadora da fragilidade humana e a vida como uma série de momentos calmos e incongruentes. Ele escreveu: “As maravilhas da vida cotidiana são emocionantes, nenhum diretor de cinema pode organizar o inesperado que você encontra na rua.”

É um de meus personagens favoritos. Vejam algumas fotos e aproveitem para relaxar, pensar em férias, momentos agradáveis, pessoas que vocês amam. E recarreguem as baterias para enfrentar o dia a dia.

Anúncios
2 Comentários leave one →
  1. Simone Sant'Anna permalink
    20/01/2010 23:36

    Boa noite, Maria do Carmo. Estou encerrando o dia diante do computador, lendo seu artigo sobre a arte fotográfica de Robert Doisneau, especialmente essa foto antológica do beijo. Já a vi em livros, revistas, matérias televisivas. Concordo com você: é uma imagem belíssima, tão arrebatadora e espontânea. As palavras de Doisneau traduzem o encanto dessa arte de flagrar a beleza do cotidiano e eternizá-la numa imagem. Felizes os que têm sensibilidade para apreciá-la e capturá-la em seu milagre fugaz e anõnimo. Felizes somos nós que, embora não o tenhamos testemunhado, a ele tivemos acesso por meio da imagem registrada tão magistralmente. Hoje à tarde, caminhando pelas ruas do meu bairro após a chuva fui brindada por um desses pequenos espetáculos cotidianos: Um lindíssimo arco-íris iluminando a tarde, em plena Rio- Santos, Angra dos Reis. Agradeci a Deus pela dádiva , mantendo meus olhos fixos e encantados no céu por alguns minutos. Mas os carros que passavam e as pessoas ao redor não pareciam se dar conta da paisagem ou do magnífico fenômeno natural, cada vez mais raro em nosso mundo ecologicamente degradado. Milagres grandes e pequenos acontecem todos os dias, mas é preciso ter olhos para ver.

  2. 19/03/2011 13:08

    Sempre que vejo esta foto de Picasso parece que os pães são os dedos das mãos dele. kkk.
    Que fotógrafo incrível, Doisneau!
    Que bom que tem gente como você, Maria do Carmo, disposta a compartilhar imagens e conhecimentos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: