Quer que as pessoas deem atenção ao que você fala?

Uma coisa que ajuda enormemente a obter sucesso em sua vida pessoal ou profissional é sua capacidade de convencer as pessoas daquelas ideias que você defende ou da sua capacidade de fazer as coisas acontecerem. Para isso, em primeiro lugar você precisa ter fé em você mesma, saber o que quer, ter conhecimento daquilo que assume como suas crenças e nelas realmente apostar.

Segundo, você tem que ser capaz de defender essas crenças com argumentos convincentes, sabendo expor a quem quiser as razões para convencer até os céticos. Acontece que são necessárias, ainda, outras habilidades. Um bom vocabulário e conhecimento básico de gramática são ferramentas importantes e essenciais para construir um  discurso consistente.

Mesmo assim, juntar essas habilidades ainda pode não ser suficiente, pois você precisa saber como falar e, principalmente, dialogar. Se você engole palavras, tem uma inflexão falsa ou uma voz desagradável vai ser muito difícil vender suas ideias, produtos ou convicções. Poderá até mesmo ser preterida em uma promoção, viagem de trabalho ou curso porque sua empresa ou seu chefe ficará com receio de expô-la a situações que envolvam ambientes mais sofisticados.

Cuidado para não falar muito depressa, atropelar as palavras ou deixar frases por terminar, pois o assunto ficará confuso. Falar devagar, articular bem as palavras, organizar as ideias podem ajudar a obter muito mais atenção. Tente não falar demais e se perder nos detalhes, pois seu ouvinte poderá distrair-se, esquecendo até porque a conversa iniciou e aquilo que era realmente importante. Aí será difícil obter novamente a atenção dele.

Muito importante: não deixe de pausar a conversa algumas vezes para dar oportunidade ao outro de se manifestar. E, mais importante ainda, ouça com atenção o que o outro tem a dizer sobre o assunto. Se você não abrir essa possibilidade, corre o risco de falar coisas inconvenientes que poderão ser prejudiciais para sua própria imagem.

Um diálogo é uma espécie de bate-bola, um fala o outro responde e vice-versa, formando um conjunto de informações em que todos aprendem um pouco ou obtêm satisfação. Se você ficar interrompendo o que o outro está dizendo, estará “cortanto a jogada” dele e ele vai cansar de você muito depressa. Afinal, todos têm algo a dizer, senão ficariam em casa, sozinhos e fechados. Da mesma maneira, escute as ideias dos outros, não queira impor as suas o tempo inteiro. Trate de exercitar a arte de compreender e aceitas as opiniões alheias, mesmo que não concorde com elas. Se forem muito indigestas para o seu gosto, diga que não concorda, mas não sofra se não conseguir convencer seu interlocutor das suas.

Bem, essas são apenas algumas dicas que podem ajudá-la na hora de conversar socialmente ou no ambiente de trabalho. Veja que, se você for reconhecida como alguém que é agradável para conversar, bem informada, elegante e educada, poderá criar oportunidades únicas de mostrar seu potencial para uma carreira brilhante. Entretanto, se seu objetivo é apenas destacar-se em um ambiente não relacionado ao seu trabalho, essas dicas poderão ser usadas para que os convites se multipliquem.

Anúncios

Autor: Maria do Carmo Marini

Sou otimista e alegre e acredito que o mundo tem potenciais inexplorados e fascinantes a serem descobertos. Tenho um filho maravilhoso e dois netos inteligentes e lindos. Considero a família – irmãos e irmãs – meu porto seguro. Sou curiosa e apaixonada pela vida, tenho interesse em aprender sempre, adoro gente inteligente e elegante. Amo estudar, saber de coisas novas sempre, adoro viajar, ler, encontrar os amigos para compartilhar boa comida e boa bebida. Busco sempre saber sobre o que acontece no mundo, me encanto com arte, moda e cinema. Estou sempre disposta a compartilhar experiências, conhecimentos e estórias. Sou Engenheira Elétrica, vivendo uma nova experiência profissional como Consultora de Carreira e venho trabalhando com Desenvolvimento de Pessoas nos últimos 10 anos. Tenho especialização em Comunicação Corporativa pela FGV, Coaching Pessoal e Profissional pelo IBC e pós graduação em Consultoria de Carreira pela FIA-USP. Sou parceira estratégica do Escritório de Carreiras da USP.

2 comentários em “Quer que as pessoas deem atenção ao que você fala?”

  1. Olá , Maria do Carmo. Aqui estou fazendo minha leitura semanal das matérias publicadas nesta espaço já tão familiar e interessante para mim. Não sei se me enquadro no perfil Executiva e Chique mas é certo que aprecio muitíssimo tudo que tem sido postado. Como educadora e, portanto, alguém que faz uso constante da palavra para efeito de comunicar, dialogar e orientar , inclusive quanto à forma e adequação da linguagem, achei ótimas as dicas dadas aqui. É sempre bom rever, avaliar e reciclar nossas práticas sociais e esta é, com certeza, importantíssima para manter boas relações dentro e fora da atividade profissional. Um grande abraço!

  2. Cara Simone

    É muito bom saber que tem uma pessoa como você que acompanha as coisas que escrevemos aqui. Tanto eu quanto a Marcella fazemos isso com imenso carinho. Por favor, fique à vontade para pedir que abordemos um ou outro tema que suscite curiosidade ou que você queira partilhar e discutir. Será um prazer atendê-la.

    Abraços

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s