Skip to content

Responda para si mesmo: quem é você?

27/01/2011

Uma das coisas mais difíceis que temos para enfrentar no vida profissional é o momento de realmente saber quem somos. Não estou falando aqui daquele discurso formatado segundo as regras de marketing pessoal, estou falando daquele instante no qual você precisa ser totalmente realista a seu respeito e a respeito de suas habilidades e aptidões. Para qualquer pessoa, em qualquer circunstância, podemos mentir um pouquinho, omitir algumas verdades, exagerar nas coisas boas, mas se fizermos isso para nós mesmos perderemos uma oportunidade valiosa de crescer e desenvolver melhor nossas habilidades.

Para iniciar o processo, examine com realismo quais são suas maiores aptidões. Preste atenção para não exagerar e achar que é o Batman ou a Mulher Maravilha. Todos temos algumas, veja bem, algumas, aptidões de destaque. Lembre-se que outras pessoas terão aquelas que você não tem, o que dá espaço para a colaboração e o trabalho conjunto. Saiba, portanto, exatamente aquilo que você faz muito bem, aprimore essas capacidades naturais, reforce-as, faça com que os outros percebam que você é ótimo nisso ou naquilo.

Também é necessário que você analise como são suas atitudes comportamentais, pois hoje em dia elas ganharam muita importância e são fundamentais para o sucesso. Por exemplo, você precisa saber se tem capacidade de liderança, facilidade de comunicação e capacidade de mobilizar os outros em torno de uma ideia antes de buscar uma posição de chefia. Se não tem a atitude comportamental adequada a uma posicão, busque alternativas nas quais você se sairá melhor.

Não esqueça nem por um momento que não só de competências comportamentais se faz um bom profissional. Você pode ser o melhor em comportamento, vivência, comunicação, atitude, mas nada disso servirá se for incompetente tecnicamente. Tenha clareza sobre sua capacidade técnica e coragem para admintir que não tem suficiente backgound técnico para uma determinada posição. Não que isso seja motivo de desistência e sim, que seja motivo para você buscar uma maior especialização.

Enfim, não pense que o tempo gasto nesse processo de auto-análise é desperdiçado. Pelo contrário esse tempo lhe trará ganhos significativos no futuro quando você atingir uma posição destacada, onde suas habilidades, seu conhecimento técnico e seu comportamento ficarão evidentes para todos.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: