Skip to content

Vida Virtual e Self Digital, por Alessandra de Laurenza

25/11/2016

captura-de-tela-2016-11-24-as-15-22-28A revolução digital trouxe na nossa sociedade um enorme impacto, mudando a maneira como percebemos a realidade e a forma como interagimos com ela. Essas mudanças influenciaram e modificaram o relacionamento entre empresas e consumidor causando mudanças em todos os setores da vida das pessoas e das empresas, trazendo consequências que vão desde novas formas de comunicar, com o surgimento da interativa web2.0 a partir de 2004, até a criação de espaços virtuais onde as barreiras que existiam antes transformaram de forma radical o relacionamento entre o consumidor e as marcas, entre as empresas e seus funcionários e a maneira com que as pessoas trabalham e produzem conteúdos. Um exemplo disso são as novas formas de colaboração peer to peer como Wikipedia, que une milhares de pessoas espalhadas pelo mundo trabalhando juntas para a criação de cultura compartilhada. Aqui no Brasil nessa nova onda da economia colaborativa um exemplo é a rede Dots, grupo no facebook criado por Kuki Bailly, que o define como “uma rede na veia da economia colaborativa, e colaboração só acontece onde existe confiança e confiança se constrói com relacionamento­­­­­” .

captura-de-tela-2016-11-24-as-15-20-44Pessoas e empresas têm a possibilidade de “existir” também virtualmente. Com a mudança de paradigma do marketing tradicional para o marketing digital e o surgimento de novos instrumentos de comunicação on-line como blogs, vlogs, aplicativos, redes sociais e tantos outros, tanto o consumidor quanto as empresas têm a possibilidade de usar estes instrumentos para criar a sua própria marca e construir a sua Persona Digital. Muita coisa mudou nos últimos 10 anos com o nascimento da web 2.0 e com o surgimento das mídias sociais, basta pensar que Facebook nasceu em 2004, Twitter 2006, Linkedin 2003 e, dentro dessa nova realidade, mudou também a relação entre a marca e seu público e a maneira como as pessoas estão se relacionando também está mudando. Empresas e pessoas se encontram em um mercado onde as barreiras de acesso a informação caíram, as mídias sociais e os aplicativos estão dominando as relações comerciais e pessoais, e o consumidor graças a estes instrumentos mudou o seu comcaptura-de-tela-2016-11-24-as-15-18-51portamento se tornando mais participante e exigente.

Transparência, participação e interação fazem parte dessa nova realidade entre marca e consumidor graças ao marketing digital que, através do uso de instrumentos digitais, realiza campanhas de marketing e de comunicação integradas, segmentadas e capazes de gerar resultados que podem ser medidos na mesma hora. Por exemplo, o número de likes de uma página no facebook, ou número de followers no Instagram, ajudando as organizações a individualizarem constantemente as necessidades do consumidor.

O mesmo vale para para o profissional que perdeu seu emprego e a única alternativa é empreender. Para essas pessoas a criação da própria imagem on-line é tão importante quanto a imagem off-line, e saber construir o próprio Self Digital de forma correta e eficiente, é o resultado de uma boa estratégia de Personal Branding on-line.

captura-de-tela-2016-11-24-as-15-24-43Por causa da rede as pessoas são mais influenciados nas decisões de compra e na escolha de produtos e serviços pelas redes sociais do que pelos tradicionais anúncios em revista ou publicidade na televisão. Dentro deste novo panorama, o marketing e os modelos de comunicação do velho paradigma se tornaram invasivos e pouco transparentes, o consumidor optou por fazer pesquisa e pedir conselhos diretos para seus amigos (peer) nas redes sociais. Depois de 2007 as empresas começaram a criar a própria imagem nas redes sociais, a criar comunidades próprias on-line em torno das marcas, a abrir páginas no Facebook, no Instagram a ter blogs, canal no Youtube se comunicando diretamente com o próprio público. As mídias sociais se tornaram nos últimos 5 anos influencers e a reputação de uma marca ou uma pessoa passa inevitavelmente pelas redes sociais, através de comentários positivos ou negativos em blogs e redes sociais.

Captura de Tela 2016-11-24 às 15.26.11.pngHoje é impossível fugir da rede e é imprescindível aprender a usá-la para criar a própria imagem e reputação. A internet ajudou os mercados a reconquistarem a sua natureza original de espaço de agregação, troca e discussão em relação aos produtos. Podemos dizer que a internet tem essa função de agregar parecida com a que o mar Mediterrâneo teve na antiguidade, a diferença hoje é que na rede o modelo econômico comercial é diferente. Chris Anderson autor do Livro “A cauda longa” e editor-chefe da revista americana Wired, descreve a lógica de mercado da rede que subverte as leis de mercado tradicionais onde vem oferecido um produto em resposta a uma demanda. Na lógica da cauda longa, a Internet possibilitou a criação de nichos de consumo, dando às empresas pequenas as mesmas oportunidades de visibilidade das grandes marcas. Na cauda longa da rede estes nichos têm um peso significativo comparado com o antigo modelo, onde havia uma grande atenção focada apenas na venda de produtos muito populares, proporcionando ao indivíduo maiores possibilidades de escolha, graças à distribuição digital da rede.captura-de-tela-2016-11-24-as-15-34-14

Youtube é um fenômeno de sucesso graças a uma infinidade de vídeos com poucos acessos e não a poucos vídeos com milhões de acesso.

Dentro desse novo panorama, as empresas e pessoas devem aprender a construir a própria presença online dominando os códigos da cultura digital, desde critérios para o uso correto das fotos para cada rede social, até como escrever a própria biografia de forma correta. Devem entender a importância de Google na nossa vida virtual e de como o uso de palavras chaves corretas é uma estratégia fundamental para ter uma presença relevante na rede, além de conhecer a Netiquette, etiqueta na rede e suas regras

captura-de-tela-2016-11-24-as-15-28-34

 

 

Alessandra de Laurenza é consultora de projetos digitais para Personal Brand, designer e autora do livro Eu.com.

 

 

 

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: