Em busca do melhor futuro

Captura de Tela 2017-07-17 às 16.09.36Um processo de transição de carreira pode ou não ser planejado mas, se você tiver a oportunidade de pensar antes de iniciar uma nova trajetória e fazer um plano consistente, certamente irá passar por ele da com menos estresse e com maiores possibilidades de sucesso.

Para começar, tenha presente que existem diferentes caminhos por onde você poderá seguir, com graus maiores ou menores de dificuldade e também de sucesso e realização. É fundamental que você faça escolhas compatíveis com suas competências e aptidões, com seus valores pessoais e com o que lhe traz satisfação. É importante também escolher caminhos que não entrem em conflito com coisas importantes como sua vida familiar, sua saúde e sua estabilidade financeira.

Captura de Tela 2017-07-17 às 16.08.13.pngUm método que funciona é levantar inúmeras possibilidades, sem censura, e depois passá-las por uma análise crítica para definir sua viabilidade e consistência. Não esqueça de levar em conta sua realidade atual e, especialmente, seus recursos de todas as naturezas.

Um bom crivo é examinar as hipóteses que você criou sob três pontos de vista:

  • profissional  – competências, aptidões, acesso, localização, ambiente, etc,
  • pessoal – satisfação nos aspectos cultural, da saúde física e emocional, tempo de lazer, etc, e
  • familiar – relacionado às pessoas que fazem parte da sua vida e que, de alguma forma, serão afetadas por sua decisão.

Se suas escolhas forem viáveis em relação a esses três aspectos, você está num bom caminho.

Captura de Tela 2017-07-17 às 16.54.16

Quer saber mais? Entre em contato conosco.

 

 

Maria do Carmo Marini

Anúncios

Mapeamento Emocional: Quem é você?

Captura de Tela 2017-07-17 às 15.22.31Autoconhecimento pode parecer extremante complexo e profundo, porém existem diversas maneiras de acessarmos o conteúdo do nosso eu de uma forma bem simples. O primeiro passo, é você querer realmente se conhecer e estar aberto para olhar para seu lado luz e seu lado sombra. Olhar para si, envolve uma visão realista, e as vezes não é fácil, mas estar conectado com a sua verdade, não tem preço!

Captura de Tela 2017-07-17 às 15.23.57Quer uma sugestão? Faça listas, com suas qualidades, talentos, pontos a desenvolver, coisas que você gosta, sonhos, desafios atuais, etc. A criação destas listas já é uma excelente maneira de parar um momento e olhar internamente propiciando uma profunda reflexão sobre você.

Captura de Tela 2017-07-17 às 15.26.41

Quando estamos abertos para olhar para nós mesmo, começamos a observar nossos comportamentos e atitudes, padrões repetitivos, fraquezas e isso aumenta a nossa possibilidade de desenvolvimento. O primeiro passo para mudança e melhoria é a consciência do que incomoda. E, à medida que o processo de autoconhecimento acontece, aumenta a consciência, autocontrole, segurança e você começa a se entender e se respeitar mais. Com isso as suas escolhas ficam verdadeiras para você.

O autoconhecimento é um processo que nunca tem fim, pois estamos em constante mudança. Essa é a parte mais incrível do nosso próprio ser, a possibilidade do novo e de nos reinventarmos a cada dia em uma versão melhor de nós mesmos.

Captura de Tela 2017-07-17 às 16.54.16Acompanhem nossas postagens e fiquem atentos a mais dicas de Apoiando o Futuro.

 

 

Chris Takahashi

Dica de Networking

Captura de Tela 2017-07-12 às 11.43.03Você sabe que ter um bom network pode ser a diferença entre atingir ou não seus objetivos de carreira. Então, não diga que não sabe como ter uma rede adequada, todo mundo é capaz de conseguir desde que trabalhe para obtê-la.

A princípio parece ser uma questão complexa, especialmente se você for introvertido, mas é mais simples do que parece. Para começar, minha primeira dica é: busque contato com velhos amigos. Existem pesquisas que indicam que pessoas que passaram por nossa vida e estão afastadas, mostram-se mais interessadas em ajudar do que quem está por perto o tempo todo.

Captura de Tela 2017-07-12 às 11.44.50

Não esqueça que nesse caso também vale fazer a pergunta básica para um networking ético: o que você espera e o que você pode oferecer em troca a seus contatos? Lembre-se sempre, networking é troca!!!

Encontrar essas pessoas é muito fácil, especialmente em tempos de mídias sociais. Localize velhos amigos, colegas, professores. Retome o contato, troque ideias, resgate antigas relações. Você terá gente interessante com quem trocar ideias, gerar aprendizado, adquirir conhecimentos novos. O compartilhamento de experiências traz sempre novas possibilidades de ver a realidade, abre oportunidades não pensadas ou, no mínimo, traz momentos agradáveis e divertidos.

 

 

Vida Virtual e Self Digital, por Alessandra de Laurenza

captura-de-tela-2016-11-24-as-15-22-28A revolução digital trouxe na nossa sociedade um enorme impacto, mudando a maneira como percebemos a realidade e a forma como interagimos com ela. Essas mudanças influenciaram e modificaram o relacionamento entre empresas e consumidor causando mudanças em todos os setores da vida das pessoas e das empresas, trazendo consequências que vão desde novas formas de comunicar, com o surgimento da interativa web2.0 a partir de 2004, até a criação de espaços virtuais onde as barreiras que existiam antes transformaram de forma radical o relacionamento entre o consumidor e as marcas, entre as empresas e seus funcionários e a maneira com que as pessoas trabalham e produzem conteúdos. Um exemplo disso são as novas formas de colaboração peer to peer como Wikipedia, que une milhares de pessoas espalhadas pelo mundo trabalhando juntas para a criação de cultura compartilhada. Aqui no Brasil nessa nova onda da economia colaborativa um exemplo é a rede Dots, grupo no facebook criado por Kuki Bailly, que o define como “uma rede na veia da economia colaborativa, e colaboração só acontece onde existe confiança e confiança se constrói com relacionamento­­­­­” .

captura-de-tela-2016-11-24-as-15-20-44Pessoas e empresas têm a possibilidade de “existir” também virtualmente. Com a mudança de paradigma do marketing tradicional para o marketing digital e o surgimento de novos instrumentos de comunicação on-line como blogs, vlogs, aplicativos, redes sociais e tantos outros, tanto o consumidor quanto as empresas têm a possibilidade de usar estes instrumentos para criar a sua própria marca e construir a sua Persona Digital. Muita coisa mudou nos últimos 10 anos com o nascimento da web 2.0 e com o surgimento das mídias sociais, basta pensar que Facebook nasceu em 2004, Twitter 2006, Linkedin 2003 e, dentro dessa nova realidade, mudou também a relação entre a marca e seu público e a maneira como as pessoas estão se relacionando também está mudando. Empresas e pessoas se encontram em um mercado onde as barreiras de acesso a informação caíram, as mídias sociais e os aplicativos estão dominando as relações comerciais e pessoais, e o consumidor graças a estes instrumentos mudou o seu comcaptura-de-tela-2016-11-24-as-15-18-51portamento se tornando mais participante e exigente.

Transparência, participação e interação fazem parte dessa nova realidade entre marca e consumidor graças ao marketing digital que, através do uso de instrumentos digitais, realiza campanhas de marketing e de comunicação integradas, segmentadas e capazes de gerar resultados que podem ser medidos na mesma hora. Por exemplo, o número de likes de uma página no facebook, ou número de followers no Instagram, ajudando as organizações a individualizarem constantemente as necessidades do consumidor.

O mesmo vale para para o profissional que perdeu seu emprego e a única alternativa é empreender. Para essas pessoas a criação da própria imagem on-line é tão importante quanto a imagem off-line, e saber construir o próprio Self Digital de forma correta e eficiente, é o resultado de uma boa estratégia de Personal Branding on-line.

captura-de-tela-2016-11-24-as-15-24-43Por causa da rede as pessoas são mais influenciados nas decisões de compra e na escolha de produtos e serviços pelas redes sociais do que pelos tradicionais anúncios em revista ou publicidade na televisão. Dentro deste novo panorama, o marketing e os modelos de comunicação do velho paradigma se tornaram invasivos e pouco transparentes, o consumidor optou por fazer pesquisa e pedir conselhos diretos para seus amigos (peer) nas redes sociais. Depois de 2007 as empresas começaram a criar a própria imagem nas redes sociais, a criar comunidades próprias on-line em torno das marcas, a abrir páginas no Facebook, no Instagram a ter blogs, canal no Youtube se comunicando diretamente com o próprio público. As mídias sociais se tornaram nos últimos 5 anos influencers e a reputação de uma marca ou uma pessoa passa inevitavelmente pelas redes sociais, através de comentários positivos ou negativos em blogs e redes sociais.

Captura de Tela 2016-11-24 às 15.26.11.pngHoje é impossível fugir da rede e é imprescindível aprender a usá-la para criar a própria imagem e reputação. A internet ajudou os mercados a reconquistarem a sua natureza original de espaço de agregação, troca e discussão em relação aos produtos. Podemos dizer que a internet tem essa função de agregar parecida com a que o mar Mediterrâneo teve na antiguidade, a diferença hoje é que na rede o modelo econômico comercial é diferente. Chris Anderson autor do Livro “A cauda longa” e editor-chefe da revista americana Wired, descreve a lógica de mercado da rede que subverte as leis de mercado tradicionais onde vem oferecido um produto em resposta a uma demanda. Na lógica da cauda longa, a Internet possibilitou a criação de nichos de consumo, dando às empresas pequenas as mesmas oportunidades de visibilidade das grandes marcas. Na cauda longa da rede estes nichos têm um peso significativo comparado com o antigo modelo, onde havia uma grande atenção focada apenas na venda de produtos muito populares, proporcionando ao indivíduo maiores possibilidades de escolha, graças à distribuição digital da rede.captura-de-tela-2016-11-24-as-15-34-14

Youtube é um fenômeno de sucesso graças a uma infinidade de vídeos com poucos acessos e não a poucos vídeos com milhões de acesso.

Dentro desse novo panorama, as empresas e pessoas devem aprender a construir a própria presença online dominando os códigos da cultura digital, desde critérios para o uso correto das fotos para cada rede social, até como escrever a própria biografia de forma correta. Devem entender a importância de Google na nossa vida virtual e de como o uso de palavras chaves corretas é uma estratégia fundamental para ter uma presença relevante na rede, além de conhecer a Netiquette, etiqueta na rede e suas regras

captura-de-tela-2016-11-24-as-15-28-34

 

 

Alessandra de Laurenza é consultora de projetos digitais para Personal Brand, designer e autora do livro Eu.com.

 

 

 

Sobre trabalho após os 50… Dá para falar?

Lendo a entrevista de Morris Livtak, Fundador do Maturijobs no site Negócios de Mulheres, uma plataforma para encontrar trabalho e profissionais de mais de 50 anos, achei interessante republicar meu artigo de 2013 sobre mulheres maduras. Fiz uma pequena revisão, mas basicamente é o mesmo artigo. Atualíssimo! Veja abaixo:

Odeio meu pescoço, mas meu cérebro continua lindo!

Captura de Tela 2016-06-21 às 12.38.43.pngVocê lembra da avó do Sítio do Pica Pau Amarelo, Dona Benta? Se você já passou dos 50, certamente lembra. Era uma velha senhora, com um corpo meio desajeitado, escondida dentro de roupas amplas, cabelo branco preso num coque sem graça… Pois é, descobri recentemente, para meu espanto, que ela tinha 51 anos! Fiquei traumatizada, juro. As mulheres de 51 anos do século 21 são muito diferentes. Boa parte delas fez – ou faz ainda – uma bela carreira, tem aparência mais jovem, está em busca de desafios e felicidade muito além da cozinha, da casa e dos netos.

Como a idade média da população brasileira aumentou consideravelmente nos últimos 50 anos – 25,4 anos entre 1960 e 2010, passando de 48 para 73,4 anos, segundo o IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, divulgado em 29/06/2012 -, é óbvio que isso pode ser constatado facilmente. Alguns estudos sobre as regras para aposentadorias já começam a considerar essas diferenças. No entanto, muita gente, aposentada ou não, foi “descartada” pelo mercado de trabalho em razão da idade, especialmente as mulheres.

Captura de Tela 2016-06-21 às 12.41.34Por quê? Certamente não temos o mesmo pique físico para passar noites trabalhando, mas temos experiência suficiente para fazer escolhas inteligentes que dispensem isso. Também temos capacidade de organizar o trabalho dos jovens de forma a obter o melhor rendimento. Nossa inteligência continua a mesma, acrescida de memórias de situações vividas que ajudam a selecionar melhor as informações que precisamos. Podemos colaborar com os menos experientes com aconselhamento e compreensão. Temos uma visão estratégica mais sofisticada.

Numa outra ponta, vemos comandantes de empresas se queixando de não conseguirem fazer suas brilhantes executivas optarem por carreiras internacionais ou recusarem alguns postos de grande responsabilidade em razão de família e filhos. É claro, mulheres jovens estão na hora de ter filhos e até hoje não inventaram alguma coisa que substitua uma mãe perfeitamente. Essa é a hora delas.

Captura de Tela 2016-06-21 às 12.43.06.png

Angela Merkel, a mulher mais poderosa do mundo, tem 61 anos

Quem sabe alguém mais esperto não deixa de tentar esperar que as mães abandonem seus filhos pequenos e se volta para as mulheres mais velhas? Filhos criados, casamento consolidado ou solteirice da meia idade significam mais liberdade para viagens e mudanças.

Afinal, o que você vai fazer com esses anos extras que a natureza lhe deu? Cuidar dos netos? Um pouquinho tudo bem, eles são maravilhosos e lhe dão muita satisfacão. Entretanto, seu cérebro, acostumado a viver o turbilhão do ambiente de trabalho vai exigir mais. Claro, você pode gastar seu tempo viajando para todos os países que sempre quis conhecer. Você pode fazer aquele curso de arte ou estudar religião ou ir à academia com regularidade. Mas, são muitos anos entre os 50 e os 80…

Captura de Tela 2016-06-21 às 12.52.57.pngSeu pescoço não é tão lisinho? Talvez a cintura também não seja tão fina… Mas o seu cérebro continua afiado e você tem muito a oferecer. Vamos lá, o que você quer? Levante da cadeira e vá reconquistar a sua vida e a de muitas mulheres que estão por aí sem saber bem como preencher sua vida.

Certamente quando escrevo sobre isso, podem me acusar de querer “tirar” empregos dos mais jovens, mas acho que vale o risco, especialmente num momento de crise como esse que vivemos no Brasil. Entretanto,  seria ótimo se conseguíssemos chamar a atenção dos responsáveis por contratações para as “jovens” mulheres de mais de 50 que estão querendo se manter no mercado corporativo? Vamos criar um novo segmento de trabalho, o das mulheres mais velhas.

Dica de Carreira: Elevator Pitch

Captura de Tela 2016-06-14 às 10.02.10Você está desesperado por uma oportunidade de fazer um contato numa empresa maravilhosa onde, com certeza, você poderia fazer um excelente trabalho e ser muito feliz. No entanto, não tem um contato que seja capaz de abrir uma porta para que você se apresente e aí… Supresa! Encontra no elevador aquela pessoa responsável por contratar novos colaboradores nessa empresa.

O que você faz? Entra em pânico porque não sabe o que fazer? Fica mudo pelos próximos dois minutos? Ou aproveita a oportunidade para se apresentar? Ah, para isso você precisa ter um Elevator Pitch na ponta da língua.Captura de Tela 2016-06-14 às 10.52.54

Elevator Pitch é o discurso rápido capaz de descrever você e suas qualidades. Tem que ter elementos que despertem o interesse da outra pessoa a tal ponto que ela queira saber mais sobre você. Claro que você pode ser capaz de dizer o melhor sobre você sem pensar, mas eu aconselho você a pensar antes e até a treinar para realmente apresentar aquilo que faz você único.

Captura de Tela 2016-06-14 às 10.10.43Sem dúvida, você está cansado de saber que deve investir em autoconhecimento para qualquer ação relativa à sua carreira, então possivelmente já sabe quais são suas grande qualidades e qualificações. Selecione duas ou três que você acredita podem ser importantes na empresa em que você está querendo entrar.

Pense agora nos melhores trabalhos que já fez – três é suficiente -, momentos em que seu desempenho foi reconhecido ou mesmo premiado. Faça um mix dessas informações, juntando num único parágrafo. Relacione com suas características, se possível aquelas que você selecionou ou, se quiser outras.Captura de Tela 2016-06-14 às 10.15.29

Resuma em poucas palavras sua formação e trajetória profissional, acrescente seus interesses não esqueça de explicitar o que está buscando. Tudo isso deve estar contido num discurso de, no máximo, dois minutos. É o tempo que você terá para mostrar o produto de altíssima qualidade que é você. Não esqueça que seu interlocutor deverá se interessar no primeiro minuto ou você perderá a chance.

Captura de Tela 2016-06-14 às 10.13.42.pngPensa que é fácil? Parece, mas não é tão simples. Treine, treine, treine. Faça na frente do espelho, grave com seu celular, mostre para algum amigo ou conselheiro, peça sugestões, pergunte o que eles consideram seus pontos fortes. Muitas vezes, deixamos de lado algumas qualidades que nos fazem especiais e únicos, aquilo que nos diferencia.

Uma última dica: se perceber que a pessoa não está querendo ouvir o que você tem a dizer, não continue, ache um jeito elegante de se calar. Isso não significa necessariamente que seu discurso não é bom, pode ser apenas que hoje não seja o melhor dia. Deixe pra lá! O Universo está sempre abrindo novas portas, basta prestar atenção.