Conversar é uma arte: cuidado para não errar

Uma boa conversa em ambientes sociais ou de trabalho pode lhe dar a chance de atingir muitos objetivos importantes na vida. Conversando você mostra que é inteligente e competente no trabalho. Desenvolvendo bem um ou muitos assuntos, você faz as pessoas perceberem que está bem informado, ligado no que acontece. Mostra também que tem charme e é interessante se pretende conquistar alguém.

Entretanto, existem detalhes que podem arruinar sua atuação. Por exemplo, numa roda de amigos, colegas ou apenas conhecidos ocasionais, não fique contestando a fala do outro, especialmente se você estiver nervoso. Se não concordar com nada do que seu interlocutor está dizendo, saia de perto. Ficar batendo de frente não ajudará você a mostrar suas qualidades. Perder a paciência, então, vai fazer você parecer descontrolado.

Outro pecado mortal numa roda é você demonstrar intimidade com alguém em posição de autoridade. Mesmo que seja seu  amigo pessoal, em público jamais chame pelo apelido de infância ou faça qualquer gesto mais íntimo. Se esquecer a liturgia do cargo de alguém poderá conquistar antipatia tanto do desrespeitado quanto dos que estão ao redor, que vão achá-lo um exibicionista.

Reclamar da sua vida em todas os grupos em que você se encontra vai aborrecer as pessoas. Especialmente se estiver mais de uma vez com esses interlocutores, não fique reclamando da sua vida. Deixe para fazer isso em casa, com sua mulher, seu marido, sua mãe, ou arranje um terapeuta e vá chorar suas mágos no consultório dele.

Não finja que tem opinião sobre um assunto se você vai apenas repetir a opinião de outra pessoa. Se achar que essa opinião parece correta, comente, mas não assuma como sua. Dê o crédito ao autor, deixe claro que você concorda e explique porque, você não precisa ser original em tudo o que pensa – nem conseguiria! Quem compartilha ideias está compartilhando conhecimento, um bem super valorizado atualmente.

Não seja um espirituoso compulsivo, pois pode até ofender alguém sem querer. Apesar de haver muita discordância, é muito melhor perder a piada do que o amigo, pode crer. Tem muitas pessoas cujo senso de humor é  mais limitado e podem achar que você é um palhaço em todos os setores da sua vida. Você não acha que esse rótulo é o melhor que pode ter, tenho certeza, a menos que esteja procurando um emprego de humorista na TV.

Outra coisa que ninguém de bom gosto perdoa é quem fica falando dos preços altíssimos que pagou pelas coisas que tem, ou das pessoas importantíssimas com quem tem amizade. Isso é muito chato e passa a impressão de que você não gosta muito do que é, então precisa aumentar seu valor com o que tem ou com suas relações. Ter não é o melhor valor que você pode oferecer aos outros, tenha certeza. Seja você mesmo, ainda que tenha alcançado sucesso financeiro para comprar as coisas mais caras do mundo. Existem outros meios de as pessoas saberem do seu sucesso.

Enfim, conversar é mesmo uma arte que precisa ser cultivada. Informe-se o mais que puder sobre os assuntos que estão gerando interesse, mesmo que seja a novela da Globo. Reflita sobre os temas da atualidade, assuma posições, tenha opinião. Você será um sucesso no trabalho, no clube e até na balada, ainda que nessa vai ser difícil alguém ouvi-lo.

Não deixe as pessoas abusarem do seu tempo

É muito comum as pessoas procurarem você para tratar de um assunto e ficarem conversando sobre outras coisas, sem nem perguntar se você tem tempo ou vontade de ficar ali. Muitas vezes o assunto principal, motivo pelo qual você foi solicitado a ouvir, é apenas uma desculpa para que o outro busque conforto, segurança, prestígio ou mesmo atenção.

Eu sempre sofri com isso, deixando muitas vezes que a outra pessoa usasse tempo precioso, no qual eu poderia estar engajada em algo mais importante, tentando ser gentil. Por essa razão quando li, no livro “Desvendando os Segredos da Linguagem Corporal”, alguns truques para sair dessa fria, quis compartilhar com todos. O livro, um desses inúmeros de auto-ajuda, é muito interessante e fala das diversas maneiras de você perceber pelos gestos o que outras pessoas estão sentindo. Os autores são Allan e Barbara Pease e você encontra em qualquer livraria do País.

Voltando aos truques, o primeiro deles é receber a pessoa em pé. Sabe, em vez de ficar sentado na sua mesa esperando o outro entrar, levante e receba-o em pé, em frente à mesa, pois a conversa certamente será mais curta. Os autores afirmam que decisões tomadas em pé são mais rápidas e objetivas e não permitem que o assunto derive para outros temas. Recomendam até, e aí é preciso ter um pouco de ousadia, que você não tenha cadeiras de visitantes na sua sala.

O outro truque, se você ainda não está “preparado” para receber todos os seus visitantes em pé, é deixá-los sentados de costas para a porta. Claro que você já ficou nessa situação, percebendo que existe todo um movimento de pessoas às suas costas e sem poder virar para olhar. Angustiante, não? Os autores afirmam no livro, e eu acredito mesmo, que a pressão arterial aumenta, os batimentos cardíacos e a respiração aceleram porque o corpo se “prepara” instintivamente para um ataque. Coisa que trazemos desde os tempos das cavernas, certamente.

Enfim, truques existem aos montes para incontáveis situações, mas esses dois, apesar de simples, podem evitar muitos aborrecimentos. Espero que você possa usá-los com sucesso, sem criar nenhuma animosidade. Boa sorte!

Para quem tem culotes salientes, nada como…

Se você é do tipo pera, mesmo que não seja aquele exagero que é a candidata a deputado aqui de São Paulo, pertence a uma categoria muito apreciada pelos homens, mesmo que não concorde. Homens gostam de alguns volumes, especialmente na região dos quadris, está no DNA desde o tempo das cavernas.

Entretanto, exageros sempre são um problema, portanto se seus culotes são muito evidentes, disfarce. Use calças retas, elas têm um caimento que esconde um pouco seus culotes. Nem pense em calças que afunilam nas pernas e as skinny não são a melhor pedida para você, mesmo usando uma blusa mais comprida que, em tese, esconderia seus culotes. Suas saias devem ser retas, nada de muito volume, pregas ou plissados. As balonês certamente não vão deixá-la mais sexy ou elegante, vão ser quase desastrosas. O comprimento de suas saias e vestidos deve ser até o joelho, pois uma mini-saia vai dar a dimensão de seus culotes a toda a parte inferior do seu corpo.

Use blusas com volume nos ombros para chamar mais atenção sobre essa parte do corpo e, se gostar, pode até ter coisas como babados ou rendas de enfeite na parte superior das blusas. Golas que caem abaixo do ombro são charmosas e sofisticadas e também tiram o foco de seus quadris e culotes. E, se seus seios forem pequenos, use blusas ou vestidos de um ombro só, que eu acho o máximo, mas é difícil ficar bem se seus seios são maiores ou caídos. Se as cores de suas peças de cima forem claras, mais uma razão para ter concentrados os olhares nessa parte do seu corpo.

Os vestidos tipo trapézio são os que mais a favorecem, desde que a recomendação do comprimento na altura do joelho se mantenha. Não pense em ter enfeites na parte de baixo do vestido, coisas do tipo babados, franzidos, panos que se sobrepõem. Quanto mais lisa a parte inferior, melhor.

Use sapaptos de bico fino, eles “afinam” você inteira. Suas bolsas devem ter alças mais curtas, nunca ficando na altura do quadril pois o culote vai deixar saliente e, consequentemente, vai aparecer. Brincos ou colares grandes também chamam a atenção para a parte alta do corpo, tirando o foco de seus culotes.

Enfim, sinta-se bem consigo mesma, olhe-se no espelho e tenha prazer com o que está vendo. Essa é a melhor coisa para você sair bonita e confiante.

Veja também:

Gordinhas

+ Gordinhas

Uma resposta para Vanuza e para aquelas que têm quadris largos

Guarda-roupa de trabalho: mínimo mas poderoso

É claro que você quer ser a mais elegante da sua empresa, a mais bem vestida. Obviamente, se tiver dinheiro vai comprar um monte de roupas para não precisar repetir muito. Isso é parte até de nossa cultura consumista, tem se incorporado na nossa mente, essa necesssidade de ter coisas. Entretanto, para ser elegante você não precisa muito mais que um guarda-roupa básico, com algumas peças que fazem diferença e que podem ser complementadas por coisas simples e baratas.

Para começar, tenha um paletó preto. Pode ser do tipo spencer ou mais amplo. Ele é o máximo porque pode ser o complemento de um número bem grande de produções.

Você pode usar com calça, saia ou vestido, pode combinar com diversas outras cores e mesmo com estampas. Seja criativa que vai dar tudo certo.

Outra coisa fundamental é uma camisa branca. Pode até ser que você ache melhor uma outra cor, porque branco suja demais, fica encardido logo, mas não tem o que faça um efeito igual. Uma camisa branca complementa tanto uma calça quanto uma saia, pode ser usada até sobre um vestido se você arrematar com um cintinho, pode vir sobre uma camiseta regata colorida, enfim tem um número tão grande de possibilidades que, se ela não sujasse, você poderia usar uma semana inteira sem que as pessoas notassem que é a mesma.

Uma saia justa, tipo lápis é poderosa até… Deixa você sexy na medida certa para o escritório, especialmente se for usada com um sapato de salto alto. Além disso, alonga a sua silhueta. Eu recomendo uma cor escura, preta se você tiver pouca roupa ou pelo menos de uma cor que combine com preto. Assim, você poderá usar com seu paletó preto, se precisar. Quem sabe alguma coisa em risca de giz?

Outra peça fundamental num bom guarda-roupa de trabalho é um vestido. Sugiro um modelo mais enxuto, talvez um tubinho. Pode ser estampado, listrado, xadrez, desde que as cores sejam discretas. Bem complementado, faz um sucesso enorme e você pode ir do trabalho para a balada com muita elegância.

Não esqueça um sapato alto, clássico, se possível um bom escarpim, porque isso arrematará qualquer look com charme. E, uma boa bolsa é um investimento necessário e útil, porque além de lhe trazer o conforto de carregar suas coisas com facilidade, complementa suas produções com classe e poder.

Está vendo? Meia dúzia de coisas boas fazem a diferença. Não gaste dinheiro em outros itens antes de adquirir esses. Você verá que suas novas compras farão muito mais sentido e que você poderá economizar sem perder a elegância.

Uma secretária do futuro

No próximo sábado, dia 28, fui convidada a apresentar uma palestra no Encontro Anual de Secretárias 2010, o que me deixou muitíssimo lisonjeada, visto que é um encontro onde as discussões sobre a carreira são práticas e amplas, além de muito interessantes.

Em “Uma Secretária do Futuro”, falo sobre as relações das secretárias com seu trabalho, com chefes, colegas e subordinados, além das interfaces na vida pessoal, com suas difíceis escolhas. É parte do Painel GESTAO DE PERFORMANCE PARA SER BEM SUCEDIDA, cujo objetivo é mostrar como essas profissionais estão integradas o tempo inteiro e como elas podem enfrentar as mudanças contínuas no trabalho e na vida e tirar o melhor proveito.

O Encontro é  uma realização do Programa de Aperfeiçoamento para Secretárias, do IRR Training – Desenvolvimento e Performance Empresarial. Acontecerá entre os dias 26 e 28 de agosto no Hotel Golden Tulip Paulista Plaza, na Alamenda Santos, 85 e minha palestra será no dia 28, a partir das 11h45.