O que você vai fazer no resto da sua vida?

Captura de Tela 2017-07-30 às 15.02.36Minha mãe aposentou-se aos 46 anos. Na época era uma grande vitória, afinal poucas mulheres tinham uma carreira profissional e menos ainda chegavam a um término sem interrupções relacionadas às necessidades ou disponibilidades da família. Após a euforia de poder “descansar com remuneração”, ela começou a perceber que era muito jovem para ficar em casa. Como as alternativas eram quase inexistentes, ela tentou ser uma dona de casa, para o quê não tinha a menor habilidade e odiava desde sempre. Bem, ela viveu mais 20 anos nessa vida frustrante e ainda me lembro da avidez com que ela lia o jornal diariamente, tentando desesperadamente continuar ativa e bem informada.

Captura de Tela 2017-07-30 às 14.42.59Isso aconteceu ao final dos anos 90, quando a expectativa de vida não passava de 65 anos para as mulheres brasileiras e ela ainda a superou. Depois disso, essa expectativa aumentou consideravelmente e mesmo no Brasil hoje aumentou mais de 10 anos. Esse número é uma média, mas as diferenças são bastante grandes se você ainda levar em conta a região em que vive, a classe social, o acesso a tratamentos de ponta, etc.

Captura de Tela 2017-07-30 às 14.40.38Viver mais vai exigir momentos de reinvenção profissional e pessoal, pois ciclos que se fecham exigirão novos recomeços e, principalmente novas habilidades. Você terá que fazer escolhas sobre o que será importante aprender para reconduzir sua vida positiva e produtivamente. A natureza das carreiras e do aprendizado passam por mudanças já visíveis, basta ver o acesso imediato à informação, as novas formas de comunicação, o mundo computadorizado. Portanto, a menos que você queira transformar-se num ser humano fora da realidade, é hora de começar a pensar sobre o que você vai fazer com o resto da sua vida.

Captura de Tela 2017-07-17 às 16.54.16

 

 

Quer saber mais? Entre em contato conosco aqui ou através de nossos emails.

 

Maria do Carmo Marini