Comportamento feminino: falta muito para estarmos no topo?

Outra noite fui jantar com uns amigos num restaurante bacana. Fiquei impressionada com a quantidade de “jantares corporativos”, aqueles que um grupo pertencente a uma empresa reserva uma mesa grande para comemorar o fim de ano. Podem ser os executivos de uma determinada diretoria ou mesmo os executivos de uma empresa inteira ou pode ser simplesmente um departamento não muito grande, de forma a não ser necessário fechar um espaco exclusivo do restaurante.

Fiquei observando os diversos pecados de comportamento, principalmente das mulheres. Não sei o que acontece nesses momentos mas muitas das mulheres – mais do que os homens -, resolvem mostrar um lado atirado, liberado de todas as inibições, um lado que provavelmente não mostram no dia a dia do escritório. Os homens também ficam mais relaxados, mais sedutores, mas no geral ficam a espera das ofertas femininas que, lamento ter que reconhecer, virão.

Nessa noite vi, mais uma vez em diversos momentos, aqueles pecados imperdoáveis que podem abalar inclusive uma carreira. Um deles era a moça com uma roupa completamente transparente, se insinuando para todos. Outro, a moça que não conseguia ficar sentada no seu lugar e ficava levantanto para vir cochichar no ouvido de um e de outro. A sensação era de que os rapazes ficavam nos seus lugares enquanto ela ia de um em um se oferecendo. Outra convidava os rapazes para fumar do lado de fora, na porta do restaurante, reunindo uma turma que atrapalhava quem queria entrar ou sair, onde ela era a atração com piadas pesadas e fofocas.

O pior foi ver alguns dos homens se esquivando das “predadoras”, tentando sair fora de  uma abordagem que, no dia seguinte poderia ser motivo de piada. Fiquei meio envergonhada por todas as mulheres que têm atitudes que as diminuem, que as fragilizam. Não consigo entender porque, num momento em que elas estão alcancando tantas posições importantes não apenas no mercado de trabalho, mas no mundo inteiro, existem ainda aquelas que continuam reproduzindo comportamentos de submissão e dependência da atenção masculina a qualquer custo.  Sonho com o dia em que a dignidade feminina será incontestável em todas as mulheres e espero que 2011 seja mais um ano em que possamos dar passos de gigante nessa direção.

Festas de fim de ano, atenção para não descuidar de seu trabalho

O ano está chegando ao fim. Temos primeiro o Natal que é tempo de agradecer, de receber amigos e família, de comemorar com os colegas de trabalho. Natal é festa de dar e receber presentes, é hora de fazer uma retrospectiva e avaliar o ano que passou.

Em seguida, temos também o Ano Novo que, embora não faça diferença objetiva, é simbólico, dá entrada à mudança, a novas esperanças, desafios diferentes, decisões fortes. Mesmo que o dia 1˚ de Janeiro seja exatamente igual a todos os dias do mês de dezembro ou de novembro, ele parecerá diferente, com cara de início. Para muitas pessoas é um alívio, porque o ano foi ruim, frustrante. Para outras é a possibilidade de continuar a ter o que foi bom e acrescentar outras alegrias. De qualquer forma, é um tempo de muitas festas, dezenas de encontros entre amigos, muitas happy hours, jantares, almoços.

A tendência, tanto de quem quer se livrar rapidamente do ano que finda como de quem quer se despedir dele com carinho, é comparecer  a todos os eventos possíveis, divertir-se, curtir. É aí que podemos dar uma ou outra escorregada. Então, mais do que nos tempos normais, preste bastante atenção à qualidade do tempo que você está dedicando ao seu trabalho. São poucas as profissões que têm menos trabalho nessa época do ano. No geral, a maioria tem mais porque precisa encerrar o ano em várias versões.

Claro que você é animado e só por essa razão foi escolhido para fazer parte da comissão organizadora da festa de fim de ano dos seu departamento. Também sei que você é popular, portanto recebeu dezenas de convites para comemorações diversas. Cuidado, apesar de seu chefe dar a impressão de que está tão envolvido no espírito natalino quanto você, ele pode muito bem estar de olho nas tarefas que você não desempenhou direito. Ou, quem sabe, aquele colega invejoso aproveita a oporunidade para chamar a atenção dos outros para sua “falta de comprometimento com as metas da área”.

Dedique-se a organizar a festa, se você foi indicado para fazer isso, mas trabalhe horas a mais, dando conta de suas tarefas antes de cuidar do assunto. Se você não é organizadora, mas apenas convidada de uma ou mais festas, ainda assim tome cuidado para não chegar atrasada no dia seguinte ou mesmo com a cara de quem foi atropelada por um ônibus, depois de beber demais e dormir de menos. Melhore a maquiagem, tome alguma coisa que lhe dê energia e apareça animada e feliz com suas tarefas.

Se o evento for um almoço, não fique além da hora que deve estar de volta ao escritório. Sinto muito que você tenha que perder algumas fofocas ou a sobremesa, mas seu emprego é mais importante.  Tomando esse pequenos cuidados, você está pronto para divertir-se muito, ter momentos felizes e começar um novo ano cheio de energia e entusiasmo.