Festas de fim de ano, atenção para não descuidar de seu trabalho

O ano está chegando ao fim. Temos primeiro o Natal que é tempo de agradecer, de receber amigos e família, de comemorar com os colegas de trabalho. Natal é festa de dar e receber presentes, é hora de fazer uma retrospectiva e avaliar o ano que passou.

Em seguida, temos também o Ano Novo que, embora não faça diferença objetiva, é simbólico, dá entrada à mudança, a novas esperanças, desafios diferentes, decisões fortes. Mesmo que o dia 1˚ de Janeiro seja exatamente igual a todos os dias do mês de dezembro ou de novembro, ele parecerá diferente, com cara de início. Para muitas pessoas é um alívio, porque o ano foi ruim, frustrante. Para outras é a possibilidade de continuar a ter o que foi bom e acrescentar outras alegrias. De qualquer forma, é um tempo de muitas festas, dezenas de encontros entre amigos, muitas happy hours, jantares, almoços.

A tendência, tanto de quem quer se livrar rapidamente do ano que finda como de quem quer se despedir dele com carinho, é comparecer  a todos os eventos possíveis, divertir-se, curtir. É aí que podemos dar uma ou outra escorregada. Então, mais do que nos tempos normais, preste bastante atenção à qualidade do tempo que você está dedicando ao seu trabalho. São poucas as profissões que têm menos trabalho nessa época do ano. No geral, a maioria tem mais porque precisa encerrar o ano em várias versões.

Claro que você é animado e só por essa razão foi escolhido para fazer parte da comissão organizadora da festa de fim de ano dos seu departamento. Também sei que você é popular, portanto recebeu dezenas de convites para comemorações diversas. Cuidado, apesar de seu chefe dar a impressão de que está tão envolvido no espírito natalino quanto você, ele pode muito bem estar de olho nas tarefas que você não desempenhou direito. Ou, quem sabe, aquele colega invejoso aproveita a oporunidade para chamar a atenção dos outros para sua “falta de comprometimento com as metas da área”.

Dedique-se a organizar a festa, se você foi indicado para fazer isso, mas trabalhe horas a mais, dando conta de suas tarefas antes de cuidar do assunto. Se você não é organizadora, mas apenas convidada de uma ou mais festas, ainda assim tome cuidado para não chegar atrasada no dia seguinte ou mesmo com a cara de quem foi atropelada por um ônibus, depois de beber demais e dormir de menos. Melhore a maquiagem, tome alguma coisa que lhe dê energia e apareça animada e feliz com suas tarefas.

Se o evento for um almoço, não fique além da hora que deve estar de volta ao escritório. Sinto muito que você tenha que perder algumas fofocas ou a sobremesa, mas seu emprego é mais importante.  Tomando esse pequenos cuidados, você está pronto para divertir-se muito, ter momentos felizes e começar um novo ano cheio de energia e entusiasmo.

Festas de fim de ano na empresa: deixe os micos de fora

Chegou a hora da festa de fim de ano na Empresa. Sei que já devia ter falado no assunto. Você pode ser daquelas que já pagou o mico e fez umas besteririnhas que nem precisavam ter acontecido e eu poderia ter ajudado lembrando uma ou outra coisa.

Entretanto, se a festa ainda não aconteceu, lembre-se: o maior mico que qualquer mulher pode pagar numa festa de fim de ano da empresa é passar da conta na bebida. Cuidado, cuidado, cuidado! Bebida solta a língua, diminui as inibições, faz você fazer ou dizer coisas das quais vai se arrepender no dia seguinte. Portanto, beba um mínimo para não parecer careta e só.

Outro mico certo é usar aquele seu vestido lindo, mas super decotado, curtíssimo, de deixar os rapazes enlouquecidos. Lamento, mas não é nesse momento que você vai conquistar aquele bonitão do marketing. Deixe para usar o tal vestido quando sair para a balada só com ele ou com ele e seus amigos. Se você aparecer “vestida para matar” pode ser que não faça muito sucesso com seu chefe ou que faça sucesso com algum poderoso metido a garanhão que irá se achar no direito de dar em cima de você. Aí, até você sair fora sem gerar ressentimentos ou fofocas, é um caminho longo e, muitas vezes, sem fim.

Pode dançar se a festa permitir, mas cuidado para não dar show. Você pode ter feito curso de axé, de samba no pé ou outra modalidade de dança que inclua movimentos muito grandes ou sexies, mas não precisa exibi-los na festa da empresa. Nada de subir na cadeira ou na mesa, ou mesmo no palco junto com a banda. Dance com discrição e, mesmo assim, não seja a única mulher a fazer isso. Junte-se a suas colegas e, se nenhuma das chatas quiser dançar e você estiver louca para fazer isso, ainda assim deixe para outra ocasião. Marque um encontro com amigos e vá dançar noutro lugar em outro dia. Você pode até convidar seu chefe para dançar, mas não insista se ele disser que não. O convite é suficiente para mostrar que você é educada e gentil.

Não reclame da organização, da comida ou do lugar, mesmo que deixe um pouco a desejar. Quem organizou pensou num programa médio, que fosse do agrado da maior parte das pessoas presentes. Não necessariamente seu gosto é equivalente à maioria de seus colegas. Não desmereça o esforço dos organizadores reclamando de tudo. Reclame em casa com sua família quando chegar.

Ah, preste atenção para não ser a última a deixar a festa porque vai parecer que você não tem vida social  e precisa “curtir até o fim” a única balada que apareceu na sua vida. Se for pedir carona para alguém na saída, tenha o cuidado de não fazer a pessoa dar a volta à cidade inteira. Veja um colega que vá numa direção próxima do seu caminho, mesmo que alguém muito gentil diga que não se incomoda em levá-la. Se não existir ninguém que vá para seu lado, chame um táxi ou vá dormir na casa daquela colega mais sua amiga (obviamente isso deverá estar previamente combinado). Um grande mico é ficar na mão e “obrigar” alguém a levar você em casa.

E, não esqueça, no dia seguinte preste atenção nos comentários que fizer. Se houve algum constrangimento, faça de conta que você não viu. Se vierem lhe contar os foras de outras pessoas, não leve o assunto adiante. Um mau momento pode acontecer com todo mundo e um dia pode ser você.  Mas, principalmente, divirta-se, sem esquecer que festa da empresa pode contar pontos para sua promoção.