Feminismo no Brasil de hoje… ou como se destrói uma luta

Captura de Tela 2018-10-02 às 12.07.53.png

Estudantes de engenharia na década de 70; rapazes e moças lutando lado a lado por igualdade e respeito

Fui educada para fazer escolhas de qualquer natureza sem depender do meu gênero. Quando decidi estudar engenharia, ouvi alguns palpites sobre ser uma profissão “masculina”. Entrei na escola e encontrei outras bravas mulheres, inteligentes, engajadas, fortes, lindas, femininas, o que me trouxe mais certeza de que minha escolha não era errada. Fiz parte de uma turma de estudantes excepcional, onde rapazes e moças se respeitaram durante os cinco anos de curso e se respeitam até hoje, mais de 40 anos depois.

avatar morena com microfone

Muitos anos atrás

Trabalhei durante muitos anos, como engenheira e como executiva em grandes empresas. Fui comandada e comandei pessoas de todos os gêneros e diferentes crenças e valores. Enfrentei muitos obstáculos, preconceitos, atitudes abusivas, diferenças salariais gritantes, e até outras mulheres me discriminando descaradamente. Claro que encontrei também gente solidária, comprometida com justiça e igualdade, e isso foi fundamental para me dar a coragem de prosseguir sempre.

Sempre me coloquei a favor das mulheres, desde que elas mostrassem suas capacidades, não apenas por serem mulheres. Acredito firmemente em direitos iguais, meritocracia, colaboração e tenho convicção de que essa crença é que faz de mim uma Feminista, com F maiúsculo.

Captura de Tela 2018-10-02 às 12.16.06.png

Realidade do mundo corporativo

Não tenho a pretensão de querer afirmar que homens e mulheres sejam iguais física e psicologicamente mas, qualquer mulher que passou algum tempo na vida corporativa sabe que somos mais cobradas, menos remuneradas e menos respeitadas em inúmeras ocasiões.  E isso era ainda pior nos anos 70, quando iniciei minha carreira, como minhas colegas certamente irão concordar.

Lamentavelmente no Brasil, hoje, ser feminista se tornou uma maldição. Não em razão do comportamento das verdadeiras feministas, mas de um grupo de mulheres que, em nome de seus direitos, resolveram que a única maneira de lutar por eles é fazendo manifestações escandalosas, escatológicas, agressivas.

Captura de Tela 2018-10-02 às 11.41.26Mas feminismo não é isso! De acordo com a Wikipedia, Feminismo “é um conjunto de movimentos políticos, sociais, de ideologias e filosofias que têm como objetivo comum direitos equânimes (iguais) e uma vivência humana por meio do empoderamento feminino e da libertação de padrões patriarcais, baseados em normas de gênero.  Envolve diversos movimentos, teorias e filosofias que advogam pela igualdade entre homens e mulheres, além de promover os direitos das mulheres e seus interesses.”

Captura de Tela 2018-10-02 às 11.42.19Em nenhum lugar está escrito que feminismo é contra os homens ou os homossexuais, ou deve combater a estrutura familiar, ou outras bobagens da mesma procedência.

Estrutura familiar não é o mesmo que patriarcado. Patriarcado implica em um “pater” poder, um chefe que comanda todos. Família, por outro lado, é um grupo de pessoas com grau de parentesco ou não, que vivem juntos ou não, na mesma casa ou em casa diferentes, mas têm entre si laços de afetividade, memórias compartilhadas, e com direitos iguais.

Defender igualdade de direitos não é defecar publicamente na rua, nem tirar a roupa para mostrar quem é dono do seu corpo. Para isso não precisa expô-lo de forma agressiva, escatológica. Defender um ponto de vista político não exige que você mostre a intimidade de sua menstruação para todos.

Captura de Tela 2018-10-02 às 12.20.14Portanto, senhoras “feministas” de hoje, melhor seria se estivessem trabalhando e mostrando que são tão capazes quanto qualquer homem para produzir, criar, comandar e assumir seu lugar na sociedade e na história.

Eu sou feminista, vocês não são!

Quero afirmar meu feminismo aqui e onde puder, em apoio àquelas mulheres que lutam por igualdade e liberdade e àqueles homens que as apoiam.

Anúncios

Dia Internacional da Mulher…

Deixei de lado todos os grandes temas relacionados à ainda presente falta de  respeito pelo universo feminino, pois muitas pessoas estão falando neles. Quis focar no positivo, por isso escolhi uma frase de uma mulher certamente privilegiada, mas inteligente e carismática.

Captura de Tela 2016-03-08 às 13.03.32.png